sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Meu braço procura seu corpo enquanto durmo.
O travesseiro fica grande com apenas uma pessoa.
Ligo o ventilador para ouvir seu barulho, sua respiração, seu ronco quando está cansado.
Seu cheiro recém saído do banho, seu suor caído sobre minha pele.
Seu olhar de satisfação me faz sorrir, suas mãos ao me tocar uma canção de ninar.
Durmo a noite para que chegue novamente o dia de te encontrar.
Acordo todos os dias pensando em dormir para o tempo passar.
A distância separa nosso físico mas a química vai além.
Um sentimento sublime que cresce a cada dia, constrõe-se a base.

2 comentários:

  1. Essa merece se tornar uma música! Muito linda, Dani!

    ResponderExcluir
  2. Essa merece ser transformada em música. Muito Linda, Dani.

    ResponderExcluir